Tecnologia na educação: A revolução computacional no aprendizado

tecnologia na educação 4.0

Cada vez mais, a tecnologia está presente no nosso dia a dia, e não é para menos. Além de facilitar a comunicação entre pessoas de diversos lugares do mundo, ela também ajuda na disseminação de informações, na melhoria da qualidade de vida e até mesmo na evolução social do ser humano. Portanto, a tecnologia na educação não poderia ser diferente. Durante a última terça-feira (15 de outubro), o dia do professor, esse foi um assunto bastante discutido.

Nesse episódio da coluna Vida Digital, nós tratamos sobre como a tecnologia está impactando na educação, na forma como lidamos com os estudos e informações atualmente.

30 anos, a chegada da World Wide Web (WWW) causou impactos significativos no nosso dia a dia e só tende a intensificar cada vez mais a forma como lidamos com a tecnologia.

Hoje, com a aproximação da maior parte da população mundial à internet e aos dispositivos móveis, está ainda mais fácil acessar informações que, a alguns anos atrás, apenas seriam encontradas nas enciclopédias mais caras.

Não apenas isso, mas nenhum livro, coleção ou biblioteca seria capaz de agregar todo o conhecimento que possuímos de graça na internet.

Para se ter ideia, o Youtube é o segundo maior mecanismo de busca do mundo, afinal, é responsável por uma das maiores coleções de conteúdo para diversas finalidades do mundo!

Quem está se preparando para o ENEM ou realiza pesquisas para a faculdade, provavelmente está inscrito em um canal de vídeoaulas e acompanha frequentemente estudos e novidades apresentadas na plataforma.

Foi pensando nesses detalhes que eu resolvi conversar com você sobre como a tecnologia pode ser uma excelente parceira na educação de nossas crianças e futuros profissionais.

Portanto, vale à pena assistir esse episódio pois, conforme trocamos informações sobre a tecnologia como aliada (e inimiga) do estudo, você pode ter diversos insights que ajudem a melhorar ainda mais a sua relação com a internet.

Se você adora ficar por dentro de todas as novidades do mundo digital, saiba que estou todas as terças-feiras na CBN Cotidiano de João Pessoa tratando sobre temas como empreendedorismo, marketing, futurismo, tendências e muito mais.

Conto com a sua presença!

Nesse artigo, iremos tratar tudo sobre os impactos da tecnologia na educação, abordando:

  • Tecnologia na educação: o impacto e surgimento de práticas inovadoras
  • A educação 4.0
  • Como a tecnologia ajuda na educação
  • Vantagens e desvantagens da tecnologia na educação
  • Como os alunos podem utilizar a tecnologia a seu favor
  • Possibilidades para o futuro da tecnologia na educação com a inteligência artificial e realidade virtual

Confira!

Tecnologia na educação: o impacto e surgimento de práticas inovadoras

Ainda que a tecnologia seja vista com maus olhos por muitos pais, professores e até mesmo gestores educativos, seu uso no ambiente escolar pode ser uma grande aliada na formação das crianças e adultos no mundo acadêmico.

A tecnologia teve um rápido avanço nos meios de comunicação e informática, afetando completamente a forma como interagimos com outras pessoas. Tudo isso, em apenas alguns anos.

Para você ter ideia, enquanto o rádio demorou quase 40 anos e a televisão 13 anos para atingir o público de 50 milhões de usuários, para a internet bastaram apenas 4 anos após o seu surgimento.

Hoje em dia, esse número já beira os 4 bilhões de usuários no mundo inteiro, de acordo com a União Internacional de Telecomunicações (UIT).

Somente no Brasil, 70% da população possui acesso frequente a essa tecnologia.

No entanto, o seu uso dentro das salas de aula ainda está lentamente sendo implementado na vida das pessoas, principalmente por causa das tradições educacionais. Além disso, também existe uma grande insegurança por parte dos professores e gestores da educação sobre os impactos radicais que ela pode gerar.

Independentemente de todos esses motivos, não há como negar a intensa presença da tecnologia no dia a dia de todos nós.

Um bom exemplo é simplesmente a forma como consumimos notícias e informações. Hoje em dia, ninguém sai de manhã para comprar jornais ou, em caso de dúvidas, procurar na enciclopédia. Na verdade, usamos o “doutor Google” para quase todas as nossas tarefas diárias.

Não apenas isso, mas também temos contato com diversas outras ferramentas digitais para acessar e-mails, fazer ligações e até mesmo realizar transferências bancárias e pagar as contas.

Da mesma forma, diversas crianças começam desde cedo a conhecer e utilizar celulares e computadores para interagir com a família, amigos, para fins de lazer e entretenimento.

Dessa forma, a dúvida que fica é: Por que não utilizar a tecnologia para a educação?

Nos Estados Unidos, por exemplo, os estudantes estão cada vez mais conectados à tecnologia na educação, construindo anuários escolares através da internet e até mesmo museus locais para a apresentação da instituição e compartilhamento de informações.

Já no Equador, alunos aprendem sobre educação financeira gerenciando restaurantes fictícios online, controle de gastos através de planilhas do Excel e muito mais.

O fato é que o EAD (ensino à distância) é uma realidade que não deixará mais de existir, afinal, permite que cada um ajuste seu horário para estudar e tenha todo o material possível para apoia-lo durante o processo.

A educação 4.0

Um termo que você ouvirá bastante nos próximos anos é a Educação 4.0. Isso, pois é o novo modelo de educação que está se desenvolvendo a cada dia, durante a Quarta Revolução Industrial que estamos passando.

Assim, a linguagem computacional, a Internet das Coisas e a Inteligência Artificial, além de robôs e outras tecnologias, avançam cada vez mais e estão impactando todas as áreas das nossas vidas, inclusive a da educação.

Segundo os dados apresentados pelo The Global Summit 2017, a Educação 4.0 será baseada no conceito de learning by doing, ou seja, aprender fazendo. Esse conceito quer dizer que, principalmente na escola, aprendemos coisas diferentes de diversas maneiras através de experiências práticas, o famoso “mãos na massa”.

Além disso, imagina-se que em poucos anos o modelo de educação, não apenas do Brasil, mas de grande parte do mundo, terá que ser completamente inovado.

Isso, grande parte das carreiras e profissões que conhecemos hoje se tornarão obsoletas por causa dos avanços tecnológicos e automação. Assim, a inteligência artificial será responsável pela maioria dos serviços que conhecemos hoje.

Para preparar os alunos para essa realidade, o The New Work Order afirma que estimular as habilidades digitais e o empreendedorismo é fundamental.

Como a tecnologia ajuda na educação

Ao pensar em todas as mudanças que ainda estão por vir devido ao avanço da internet, o uso corriqueiro da tecnologia dentro das salas de aula é apenas uma questão de tempo.

A utilização de ferramentas como Duolingo, Khan Academy, Udemy e até mesmo o próprio Youtube está cada vez mais frequente entre os alunos. Isso, pois são aplicativos totalmente voltados para a educação e formação dos estudantes.

Dessa forma, possuem uma linguagem adaptada aos jovens, de fácil entendimento e riqueza de conteúdo. No Youtube, por exemplo, você encontra desde aulas de matemática básica, até estudos avançados de física quântica.

Esse tipo de informação objetiva evita que você fique horas e horas procurando sem resultados, trazendo muito mais objetividade para a educação.

Além disso, proporciona um equilíbrio imenso no aprendizado, afinal, os estudantes de escola pública engajados na internet podem ter ensino de qualidade até melhor do que muitos alunos pertencentes a escolas particulares.

Para se ter ideia, é possível encontrar as mesmas informações que são aplicadas em cursos de universidades, como Harvard, Yale e até mesmo em lugares como Vale do Silício de maneira totalmente gratuita.

Portanto, quando há um objetivo de uso para a educação, a tecnologia nas escolas deve ser estimulada.

Vantagens da tecnologia na educação

A tecnologia na educação é uma mão na roda que pode ser utilizada para aumentar ainda mais a produtividade e engajamento dos alunos dentro das salas de aula, tornando assim o aprender mais proveitoso e prazeroso.

Além de ser uma forma mais interativa de se lidar com os diversos conceitos do aprendizado, a tecnologia torna tudo mais fácil de entender.

Para os pais, a internet é uma ótima oportunidade para auxiliar os filhos na educação em casa, principalmente nos deveres de casa. Já aos professores, a tecnologia é deixa o ensino mais objetivo e interativo.

Na prática, as principais vantagens da tecnologia na educação são:

  • Melhora a qualidade da educação como um todo

Disso não há dúvidas! A tecnologia proporciona aos profissionais a possiblidade trazer novidades para os estudantes, além de informações extras e mais atuais. Além disso, permite que os professores explorem recursos ilimitados para transmitir conhecimento e deixar o ensino com melhor qualidade.

  • As aulas ficam mais interessantes

Por causa dos inúmeros recursos educativos disponíveis em um computador, o professor consegue tornar as aulas muito mais interessantes e práticas para os alunos que estão assistindo.

Ao permitir que tanto alunos quanto professores explorem esses novos recursos, as aulas tendem a ficar mais motivadoras e inspiradoras.

Dessa forma, até mesmo os números de evasão escolar, que são altíssimos na educação brasileira, podem sofrer impactos positivos.

  • Aumenta o desempenho escolar

Não apenas os estudantes, mas qualquer pessoa adora novidades. Ao despertar o interesse para novas possibilidades de aprendizado, a tendência é que isso cause uma melhora no desempenho escolar.

Segundo especialistas, as tecnologias dentro da sala de aula contribuem até mesmo para a produtividade das crianças em casa.

  • Estimula a busca pelo conhecimento

Sem dúvidas, esse é o maior benefício que a tecnologia pode trazer para a educação. A partir da internet, fica muito mais fácil instigar a curiosidade dos estudantes na busca do conhecimento, afinal, é muito mais rápido e prático do que folhear um livro. Além disso, a internet possui muito mais informações sobre qualquer assunto.

Como os alunos podem utilizar a tecnologia a seu favor

O grande objetivo de usar a tecnologia na educação é justamente aumentar o foco dos estudantes e ajudar na absorção do conhecimento. Isso, pois as aulas em que são usadas coisas novas atraem a atenção dos alunos.

Portanto, ferramentas como videoaulas, animações ou exercícios pelo computador deixam o estudante muito mais interessado em aprender a partir de novidades.

No entanto, ninguém disse que seria fácil lidar com a tecnologia dentro das salas de aula. Quando usada da maneira errada, os seus benefícios podem ser transformar em desvantagens.

Portanto, como professor também, minhas dicas para lidar com as tecnologias na educação são:

  • Ter uma conversa com os alunos para estabelecer limites e regras para o uso da tecnologia;

  • Procurar maneiras de incentivar os alunos a lidar com a internet de um jeito responsável, seja através de metas ou objetivos;

  • É muito importante que o professor dê instruções claras aos alunos sobre a utilização da tecnologia nos estudos, definindo, principalmente, penalidades construtivas para aqueles que descumprirem os combinados estabelecidos.

  • Planeje atividades importantes que envolvam recursos tecnológicos, principalmente aquelas que valem pontos. Dessa forma, você consegue medir o desempenho dos estudantes com a nova forma de aprendizado e decidir se vale ou não à pena investir nesse método de aula.

Possibilidades para o futuro da tecnologia na educação com a inteligência artificial e realidade virtual

Vamos concordar, seria incrível dar uma aula de história explorando recursos tecnológicos, não é?

Embora tecnologias como o Oculus Rift ainda seja uma novidade, é interessante já ir pensando sobre a possibilidade desse tipo de tecnologia presente nas escolas daqui a alguns anos.

Não apenas ele, mas outras grandes ferramentas de realidade virtual, como o Google Expedition e o HoloLens da Microsoft.

Outra possibilidade é o compartilhamento de informações entre alunos através de um banco de dados do setor educacional, com provas, correções, notas e até mesmo livros em formato e-book.

Ainda assim, volto a lembrar da importância do preparo dos alunos para o recebimento dessas novidades. Não adianta nada ter contato com esse tipo de tecnologia se não existe uma atenção para o seu uso consciente.

Além disso, os professores também terão a possibilidade de ajudar os alunos a desenvolverem suas habilidades não cognitivas, como a criatividade e autoconfiança.

Como educador me preocupo muito com o melhor conteúdo que devo oferecer aos meus alunos. As instituições de ensino, muitas vezes engessadas pela burocracia institucional e governamental, não conseguem mais acompanhar a evolução dos assuntos que tentam abordar academicamente. O resumo é que cada um de nós deve buscar a melhor alternativa que se adapte a si próprio e, principalmente, colocar em prática. Esse é o diferencial no século XXI: aprender e transformar em realidade.

Portanto, é importante que os pais e professores se preparem para lidar com o turbilhão de informações que serão expostos devido à imersão tecnológica. Mesmo que você acredite que as crianças possuem facilidade em compreender essas novidades, o que realmente é verdade, pode ser que, mentalmente, eles ainda não estejam preparados para a vida digital.

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.