Como conseguir recursos para estudar no exterior

Fala, pessoal! Tudo certo com vocês? Hoje, no quadro Educação no Exterior, vamos trazer 5 dicas para conseguir recursos para estudar fora. Você vai acompanhar nesse artigo como ter planejamento, organização e conseguir aquela grana para realizar esse propósito.

O quadro tem como objetivo trazer dicas e te motivar a buscar conhecimento e experiências internacionais. Resumindo, trarei as minhas experiências e, com base nelas, vou te orientar sobre os principais destinos escolhidos pelos brasileiros. Ainda vamos falar, nos próximos vídeos e textos, sobre os cursos mais procurados no exterior, os principais destinos escolhidos pelos brasileiros, entre outros assuntos voltados para educação.

Neste vídeo (link está abaixo) te apresento 5 (cinco) dicas simples para você se planejar, investir e conseguir recursos para seguir com seu sonho e atingir essa meta. Estaremos juntos nesta jornada. Tenha certeza que estarei te apresentando com o que existe de mais novo e útil. E mais, construiremos as pontes para que você transforme o sonho em realidade.

Acompanhe:

 

O primeiro pensamento da maioria das pessoas quando decidem que vão estudar em um outro país é tentar uma bolsa de estudos. De certo, a ideia é mais convidativa devido a facilidade e a quantidade de ofertas de bolsas que existe hoje. Porém, essa é a minha última dica. Apesar das bolsas cobrirem gastos menores e ter uma gama de possibilidades e tipos, existe outras maneiras de colocar a mochila nas costas e conseguir uma qualificação ou graduação em outro país.

É importante lembrar que: Não é impossível e que não há apenas uma via para conseguir. Porém, obviamente, não é um custo barato e demanda sacrifícios e jogo de cintura. É preciso colocar a ideia no papel, saber para onde quer ir e conhecer, estudar, o lugar que está indo para, então, deixar o projeto ganhar forma. No fim, a certeza é de que o investimento vale à pena, afinal como já falamos aqui em um outro momento estudar fora abre portas e contato com outros idiomas, pessoas e visões.

Vamos em Frente? Em suma, neste artigo você acompanha dicas, direcionamentos e experiências sobre estudar fora e vai entender de que maneira é possível conseguir levantar esses recursos e viajar sem peso na consciência!

5 dicas para conseguir recursos para estudar fora do Brasil

  • Buscar apoio familiar;
  • Trabalhar para levantar dinheiro;
  • Investimento financeiro;
  • Apoio de empresas;
  • Bolsa de estudos.

A primeira dica é sinônimo de apoio. Quando muitos de nós decidem que o destino é outro país e que as possibilidades de crescimento são maiores em um outro lugar, a família é essencial nesse momento. Parentes, pais e amigos próximos podem ser fundamentais nessa tomada de decisão. Nesse caso, além de todo apoio emocional, a primeira dica que dou é: Falar com a família sobre dinheiro.

Na hora de juntar a grana, quando ainda se estar em casa, morando com os pais, já existe a facilidade pela quantidade de gastos e contas serem menor. E, ainda, a família pode ser uma grande ajuda no sentido de ser uma corrente para ajudar financeiramente os filhos, sobrinhos e apadrinhados. No meu caso, quando decidi que iria morar fora, meus familiares foram essenciais nesse processo e abriram portas financeiras para que eu pudesse ter um dinheiro extra.

Hoje, penso o mesmo para o meu filho. Geralmente, esse pensamento pode garantir um futuro com mais possibilidades e mais seguro. Acredito que esse desejo não é só dos filhos, mas também os pais almejam que as suas crias alcem voos e conquiste metas ainda que seja há milhas de distância.

O importante é conseguir mobilizar quem está a sua volta para que entendam a seriedade dessa decisão e a importância de ter assistência, seja emocional ou financeira.

Para conseguir recursos, trabalhe!

Parece uma dica óbvia, mas alguns sacrifícios são necessários para movimentar uma quantia em um curto espaço de tempo. Se organize, monte uma rotina e busque um trabalho. Ainda que seu trabalho não esteja dentro do segmento e da área que você se propôs a estudar, a meta aqui é ajustar as contas e ter um dinheiro livre. Esse dinheiro livre não é para festas, entretenimento, shows e divertimento. O dinheiro livre precisa ser aplicado e pensado para um futuro objetivo. Aqui, no caso, além de conseguir passagens e dinheiro para se manter no exterior, é preciso pensar em emergências.

O trabalho pode ser temporário, meio período, home office… A ideia é se movimentar e conseguir o máximo de recursos possíveis. Num primeiro momento, pode parecer cansativo dentro de uma rotina que pode haver curso, família, estudos e outras responsabilidades, mas o importante é focar na meta principal e se propor a entender que esse momento pode gerar, lá na frente, um bom resultado.

Documente seus gastos! Anote tudo. Receber dinheiro é bom mas saber exatamente para onde ele está indo facilita a visualização de gastos desnecessários e supérfluos. Aqui, em uma série de vídeos que fiz há 3 anos, pude compartilhar a experiência que tive nessa busca em levantar recursos. Afinal, com dicas simples podemos organizar nossas finanças, estilos, planejamento, nos motivarmos para ter uma vida mais tranquila, com mais foco e mais estável.

Dinheiro ganho é dinheiro investido

Dinheiro parado não gera lucro. A ideia, além de ganhar dinheiro, é fazer com que ele renda. Logo, poupança já não é uma boa escolha, como antigamente. A princípio, as pessoas até preferiam manter o dinheiro em casa, em cofres ou até mesmo dentro do colchão, para os mais antigos. Hoje, quanto mais parado, menos rendimento o seu dinheiro tem.

Aplique! Hoje, existe programas de planejamento financeiro, monetização, aplicação em renda variável e, claro, a possibilidade de inúmeros investimentos.

Esses programas podem te nortear, se você não entender muito como funciona esse tipo de aplicação. Bancos como o Nubank, por exemplo, conta hoje aplicações em Recibos de Depósito Bancário (RDB). Esse é um tipo de investimento seguro, em renda fixa. O banco, que hoje tem mais de 4 milhões de pessoas que utilizam conta corrente. Em suma, todo dinheiro depositado na NuConta (sistema de contas do Nubank) sera aplicado em títulos públicos. O rendimento é de 100%. O dinheiro também fica livre para que o cliente o movimente quando quiser.

Na internet, é possível conhecer medidas e ter um direcionamento gratuito. Grandes canais no Youtube, feito por economistas e educadores financeiros, geram um conteúdo que nos trazem mais segurança e ainda sem precisar investir nesse tipo de qualificação. Canais como o Me Poupe, da jornalista Nathalia Arcuri, é um guia bom para transformar pequenos investimentos diários em um grande projeto.

Seja disciplinado! Com o dinheiro bem aplicado e investido, as chances de ter um planejamento financeiro e tranquilo são bem maiores.

A empresa que você trabalha pode ser um degrau

Conseguiu um trabalho? Que tal conhecer quais planos essa empresa que você está tem para te levar a um outro lugar. Isso mesmo, como um degrau. Inúmeras empresas possuem em seu quadro de crescimento para funcionários a possibilidade de se qualificar em um outro país. A ideia, geralmente, é formar colaboradores e investir em programas internos para que os seus empregados trabalhem melhor e tenham mais qualidade no serviço em que prestam.

Além disso, a ideia das grandes empresas é também ajudar. Aparentemente, quanto mais investem em melhoria para um funcionário, mais conseguem uma posição boa dentro do mercado. É nesse momento que você entra! Pesquise, saiba como você pode fazer parte dessa escada e tenha um apoio seguro. Os recursos que pretende levantar podem ser feitos diretamente enquanto trabalha. Existe ainda a possibilidade de que a empresa que você foi contratado tenha um escritório lá fora e você se propor a ser essa peça chave em um outro lugar.

Geralmente, conhecido como intercâmbio profissional, essa vivência no exterior é um ganho para as duas partes, tanto para você quanto para a empresa. Para funcionários que querem se aprimorar em outros idiomas e ter um crescimento cultural e profissional a ideia é boa pois, terão parte das despesas custeadas e não vão se preocupar intensamente com recursos. Já para as empresas é uma forma também de preparar os seus para cargos estratégicos, motivá-los e melhorar o relacionamento global entre os escritórios.

Aqui ou fora existe oportunidade

Há ainda programas de trabalho em outros países como nos Estados Unidos, o Work & Travel é programa de trabalho mais procurado dentro do país. Ele é realizado durante as férias de verão aqui no Brasil e é voltado para universitários entre 18 e 28 anos com conhecimento intermediário, no mínimo, de inglês. Quem vai para lá, passa entre três e quatro meses trabalhando em estações de esqui, hotéis, resorts e restaurantes.

Trabalho certo, hora de saber o quanto de recurso é disponibilizado para se manter em um programa como esse. A média salarial fica, normalmente, entre 7,25 e 12 dólares por hora, variando conforme empregador e função. A ideia é conseguir recuperar dinheiro investido para ir ao local e se manter, além de obter experiências diferentes que vão desde a cultura local até experiência profissional.

Para interessados em adquirir experiência profissional e que já tenham nível avançado de inglês podem optar por fazer estágio fora. Nesse caso, existem Programas dessa modalidade para universitários, estudantes de pós-graduação e recém-formados há, com duração máxima de 1 ano. Há vagas em diversas áreas nos Estados Unidos e também na Austrália, e em outros países.

Bolsa de estudo não é tudo, mas ainda é muito procurada

Bolsas de estudo são essenciais para economizar dinheiro enquanto estudar fora e levantar recursos também. Para muitas pessoas, essa é a única opção de se realizar o desejo de estudar no exterior. Até porque, felizmente, há uma oferta bem grande de bolsas de estudos para diversos perfis de estudantes e possibilidades de cursos e expansão.

Por isso, independente do país em você almeja estudar, o curso que pretende fazer e a duração, é recomendável pesquisar sobre todas as bolsas de estudo oferecidas no exterior. Como muitos estudantes pleiteiam tais benefícios, é preciso estar atento para identificar aquele que mais se adéqua ao seu perfil. Algumas bolsas cobrem gastos menores, mas, por outro lado, são menos disputadas.

Toda ajuda é bem vinda! Dentro de programas de bolsa de estudos, algumas instituições oferecem ajuda financeira para quem vai para destinos menos procurados, que não estão no grupo Estados Unidos, Inglaterra, Itália, Espanha e França. Uma bolsa de estudos pode se mostrar uma boa opção para você! Inclusive, falando de países que não estão nesse eixo, você pode conferir uma série de vídeos em meu canal no quadro “Estude em Portugal”. Por lá, eu pude falar sobre custo de vida, visto de estudante, além de trazer entrevistas e tirar dúvidas sobre as possibilidade, facilidades e dificuldades em Portugal.

Não é impossível, acredite!

Nenhum desejo é impossível quando tem dedicação, planejamento e esforço. Estude, trabalhe e invista nesse momento. Mais uma vez, quanto mais houver um investimento agora, mais as chances de conseguir estudar e trabalhar em outro lugar com tranquilidade. A dedicação precisa ser intensa e direcionada. Anote, estude e desenhe cada passo a ser dado. Aqui, falamos sobre como levantar recursos, mas se você tem outras dúvidas como cursos ideais e países mais procurados, nós vamos falar sobre o assunto nas próximas semanas.

Fique ligado! Toda segunda-feira, traremos um conteúdo exclusivo com dicas, informações e direcionamentos para você que está se preparando para tentar estudar fora. Aqui, além de texto, você acompanha no meu canal, vídeos curtos com o resumo dessas dicas. Por lá, além de batermos um papo sobre o assunto, você encontra também um conteúdo diversificado voltado para educação e marketing digital.

Estamos vivenciando um movimento diferente! Muitas transformações estão acontecendo e esse também é um tema recorrente nas nossas discussões. Assim, precisamos nos diferenciar, e buscar estudar e conhecer culturas diferentes e lugares diferentes para estamos atentos a tantas mudanças.

Participe do nosso debate

Se você gostou das dicas, encaminhe para seus amigos, colegas de trabalho, familiares. Essa sua contribuição fará com que possamos continuar seguindo firme na construção de conteúdos de qualidade.

Te convido também a seguir minhas redes sociais. Você poderá me encontrar no Youtube, LinkedIN, Facebook e Instagram.

Um forte abraço e #VamosEmFrente!

No comments
Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.