Youtube faz 15 anos: Veja como ele mudou o mundo!

youtube completa 15 anos

No dia 14 de fevereiro de 2020, o YouTube completou seus 15 anos de idade. Sem dúvidas, esse é um marco importantíssimo e uma ótima oportunidade de pensarmos como uma única plataforma de vídeo conseguiu revolucionar completamente o cenário de entretenimento mundial.

A possibilidade que o YouTube criou de pessoas “normais” produzirem seus próprios vídeos acabou “destronando” os principais formatos de conteúdo que assistíamos há alguns anos. Além da dificuldade técnica que as pessoas possuíam para gravar, editar e produzir conteúdo de qualidade, não tinha nenhum lugar onde elas poderiam compartilha-lo.

Além disso, a televisão sempre foi considerada o meio “profissional” de apresentar esse tipo de entretenimento.

Porém, o YouTube conseguiu abrir a possibilidade de que pessoas do mundo inteiro compartilhassem vídeos entre si, de forma totalmente gratuita, para que qualquer um pudesse assistir.

Por isso, hoje o YouTube é a maior plataforma de vídeos do mundo e o segundo site mais acessado, ficando atrás somente da poderosa Google.

Além disso, é o principal meio de renda e divulgação de milhares de criadores de conteúdo, empresários e até mesmo de marcas.

A partir do YouTube surgiu uma das profissões mais modernas e que faz a juventude brilhar os olhos. Ser YouTuber (ou um profissional que cria conteúdos nesta plataforma) é ser considerado um “rock Star” do século XXI.

Portanto, decidimos dedicar essa coluna da CBN para falar sobre como surgiu o YouTube e tudo o que aconteceu (e ainda deve acontecer) nesses 15 anos de plataforma.

Confira!

  • O nascimento do YouTube
  • Os primeiros virais do YouTube
  • As surpresas da era Google
  • Os incríveis números da maior plataforma de vídeos do mundo!
  • O Marketing de Conteúdo no YouTube e a divulgação para empresas e marcas

O nascimento do YouTube

Se você é das antigas e utilizava a internet por volta de 2004, com certeza se lembra dos desafios que todos passávamos. A principal atração que tínhamos na internet discada no Brasil era o MySpace.

Para a nossa sorte, em pouco tempo tudo isso mudou. Em 14 de fevereiro de 2005, o YouTube oficialmente começou a existir após a união de 3 amigos que tinha acabado de sair do PayPal em plena ascensão: Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim.

O desenvolvimento do YouTube começou após uma discussão entre os colegas sobre como era difícil assistir e compartilhar vídeos na internet. Isso, pois não existia nenhum lugar específico para isso. Além disso, eles sempre estavam em uma qualidade bem ruim, afinal, todos eram upados e compartilhados pelas ferramentas de email.

Dessa forma, eles decidiram colocar a ideia de criar uma plataforma de compartilhamento de vídeos em prática.

Assim, Chad se tornou o primeiro CEO e, logo em seguida, Chen se tornou parte da empresa como chefe de tecnologia. No entanto, Karim permaneceu apenas como acionista por conta de seus estudos.

Os primeiros virais do YouTube

Embora o YouTube tenha sido criado em fevereiro de 2005, a plataforma só começou a funcionar como deveria no dia 23 de abril, quando a função de publicação de conteúdo foi ativada. Ainda no mesmo dia, o primeiro vídeo foi ao ar: Me at the Zoo.

Sim, esse aí na imagem é um dos fundadores da plataforma bilionária, Jawed Karim, enquanto fazia uma visita ao zoológico de Sand Diego, na Califórnia.

Como todo negócio, o YouTube também começou devagar e foi crescendo aos poucos. Durante os primeiros dois meses de sua existência, a plataforma tinha apenas 19 vídeos e pouquíssimas visualizações.

Entretanto, a existência da plataforma logo começou a chamar a atenção do público daquela época, principalmente após os primeiros virais, como o vídeo “Tow chinese boys: I want it that way, uma dublagem do sucesso de Backstreet Boys.

O grande sucesso do YouTube foi justamente pelo fato de que o conteúdo era produzido e enviado por pessoas normais. Muitas desses conteúdos eram vídeos que compartilhavam momentos do seu dia-a-dia, danças engraçadas e coisas inesperadas.

Ou seja, não era nada muito elaborado e trabalhado como estávamos acostumados a acompanhar nas mídias tradicionais, como a TV, que levava uma versão refinada e bonitinha da vida. Na verdade, o site proporcionava aos visitantes um “sentimento autêntico, honesto e cru”, como dito por Susan Wojcicki, diretora executiva do YouTube.

Não demorou muito, até mesmo as grandes marcas começaram a publicar no site. A Nike foi a primeira grande marca a aproveitar a nova plataforma e, logo de cara, já soltou um vídeo histórico com Ronaldinho Gaúcho.

Olha que bizarro! Esse vídeo de Ronaldinho acertando diversas vezes a bola no travessão com a nova chuteira deixou muita gente de boca aberta, afinal, todos tentavam descobrir se aquilo era montagem ou não.

Esse foi o primeiro vídeo do YouTube a ultrapassar 1 milhão de visualizações.

Com o passar das atualizações, já era possível destacar vídeos, assinar canais e até mesmo avaliar o conteúdo com notas de 1 a 5 estrelas.

Logo no primeiro ano do YouTube, a plataforma conseguiu atingir marcas incríveis. Já possuíam mais de 2 milhões de visualizações no site diariamente, 65 mil novos uploads de vídeos e um total de 200 mil usuários cadastrados.

As surpresas da era Google

No ano de 2006, o YouTube já era uma das principais sensações da internet e não parava de crescer.

Em 2006 a revista americana Times elegeu a plataforma como a maior inovação daquele ano, afirmando que “criava uma nova forma para milhões de pessoas se entreterem, se educarem e se chocarem de uma maneira como nunca foi vista”.

Porém, a empresa não possuía nenhuma fonte de renda e sobrevivia apenas por conta dos “investidores anjos”, empresários que ajudam startups de grande potencial a crescer e se desenvolver.

O pior de tudo é que o novo site começou a se envolver frequentemente em processos por conta de infrações de direitos autorais. Por isso, a empresa começou a ter prejuízo e lidar com obstáculos enormes.

Dessa forma, demorou pouco tempo para que chamasse a atenção da Google.

A compra do YouTube foi anunciada em outubro do mesmo ano, rendendo aos fundadores algo em torno de 1,65 bilhão de dólares. Nesse caso, a equipe original foi totalmente mantida e o site operado de maneira praticamente independente.

A partir de então, o YouTube abriu caminhos para que diversas marcas anunciassem em seus vídeos e permitiu que criadores de conteúdos conseguissem fazer dinheiro apenas fazendo vídeos.

A monetização de conteúdo foi uma forma brilhante para incentivar os criadores de conteúdo a desenvolver vídeos cada vez mais elaborados, envolventes e bem trabalhados para a plataforma, permitindo que ela se tornasse o segundo site com maior tráfego do mundo, apenas atrás do Google.

Assim, nasce uma das profissões mais cobiçadas pelos jovens da atualidade, o YouTuber.

No ano de 2008, os vídeos começaram a ser programados para 480p e o lançamento da versão mobile do site. No ano seguinte, o lançamento foi das versões HD.

Hoje em dia, a empresa é avaliada em mais de 100 bilhões de dólares e faz parte da Alphabet, a maior empresa do mundo, detentora da marca Google.

YouTube consolidado no mundo inteiro

Acredito que a grande mudança que o YouTube trouxe ao mundo não foi simplesmente facilitar o compartilhamento de vídeos, mas sim democratizar o acesso a esses conteúdos e a tantos outros.

Para falar a verdade, o YouTube proporcionou popularidade a diversos grupos, meios e segmentos da internet. Isso, pois inúmeras pessoas deixaram de ser simplesmente telespectadores e se tornaram líderes do seu próprio conteúdo, tendo a oportunidade de melhorar tudo aquilo que mais gostavam.

Além disso, muitos destes influenciadores digitais arrebanham milhões de seguidores e geram enorme frenesi por onde passam no “mundo real”. Pessoas anônimas se tornaram celebridades e conseguiram realizar sonhos que possuíam desde criança.

Degrau para boas ideias

Se você sempre quis ser um humorista, um ator ou um cantor, por exemplo, o YouTube é o principal meio de entretenimento das pessoas nos dias de hoje. Portanto, aproveite esse momento e todos esses recursos, pois só tende a melhorar.

Um dos maiores youtubers brasileiros da atualidade é o piauiense Whindersson Nunes, nascido em uma pequena cidade no interior do estado e ganhou o mundo com suas sátiras e paródias. Hoje, milhões de seguidores assistem suas produções.

A parte mais interessante do trabalho do Whindersson é que, mesmo com um dos maiores canais do mundo, filmes de cinema e shows de comédia pelo Brasil inteiro, ainda mantém a postura simples que aparece desde os primeiros vídeos, o qual ainda milhares de YouTubers novos tendem a seguir.

Uma pessoa e uma câmera, muitas vezes tendo como cenário o próprio quarto.

Por conta do tamanho da audiência de muitos destes youtubers ou canais, alguns até fizeram o processo inverso. O caso do canal humorístico Porta dos Fundos é um reflexo disso. Ficaram conhecidos nas redes sociais e depois tiveram seu programa no canal de TV por assinatura FOX.

Até mesmo renomadas universidades possuem o seu canal no YouTube. A Universidade de Yale, por exemplo, é uma das principais fontes de conteúdo científico desde os primórdios da plataforma. Acessando o canal, é possível aprender desde psicologia e ciência, até mesmo tecnologia e assistir a palestras educacionais.

Os incríveis números da maior plataforma de vídeos do mundo!

Em alguns dados recentes divulgados pelo YouTube, foi constatado que, anualmente, os usuários da plataforma assistem mais de 46.000 anos de vídeos. Esses dados são ainda mais assustadores quando paramos para analisar a quantidade crescente de usuários ativos, algo que já beira aos 1,9 bilhão mensalmente.

Outro dado bastante interessante é que pelo menos 75% dos adultos assistem ao Youtube por meio de dispositivos móveis. Dessa forma, também são calculados mais de um bilhão de horas assistidos por dia, quase 5 bilhões de vídeos diariamente.

A cada minuto, cerca de 400 horas de conteúdo são upados para a plataforma, o que torna impossível determinar o número exato de vídeos hospedados na plataforma.

Para as grandes marcas, os resultados também são incríveis!

Os anúncios para celular do YouTube possuem 84% mais chances de atrair a atenção dos usuários do que os anúncios de TV. A conclusão para esse fato de uma empresa contratada pelo Google para o desenvolvimento da pesquisa, a IpsosReid, foi que os comerciais de televisão são tão longos que o público prefere não assistir.

Cerca de 68% dos usuários do YouTube já assistiram a algum conteúdo que os ajudaram a tomar uma decisão definitiva na hora da compra.

Na América Latina, por exemplo, cerca de 50% dos usuários pesquisam sobre o produto antes de comprá-lo em uma loja. Dessa forma, conseguem comparar preços e se informar melhor sobre o produto, a partir da opinião das pessoas que já compraram.

Além disso, os criadores de conteúdo também são imensamente beneficiados como as marcas atingidas pela plataforma.

Ryan ToysReview, por exemplo, é um dos youtuber mais famosos da plataforma e possui apenas sete anos. No entanto, sua renda anual é de aproximadamente US$ 22 milhões, sendo considerado o maior salário do mundo entre os youtubers em 2018.

Esses dados foram coletados pela revista Forbes, que divulgou um ranking sobre os maiores salários do YouTube mundial.

O Marketing de Conteúdo no YouTube e a divulgação para empresas e marcas

Diferente dos comerciais de TV, não é preciso ser uma grande marca para divulgar o seu trabalho na plataforma. Para falar a verdade, ela é até mais eficiente que as propagandas de televisão, como já mostramos acima.

Por isso, o YouTube Ads vem investindo uma grana pesada para melhorar ainda mais os seus algoritmos, que são adotados por empresas de todos os tamanhos e seguimentos.

Isso, pois ele promove o seu conteúdo para audiências segmentadas por idade, estilo de vida, preferência por conteúdo, hobbies, e até mesmo por comportamento.

Em pouco tempo, é possível até mesmo acreditar que serão desenvolvidos dispositivos capazes de “ler” o conteúdo audiovisual para afiar ainda mais a disseminação de anúncios para o público certo.

Como 86% dos brasileiros que possuem acesso à internet assistem vídeos online regularmente, então a plataforma é capaz de englobar praticamente qualquer público-alvo para qualquer funil de vendas.

Assim, o YouTube hoje é a principal ferramenta para Marketing de Conteúdo, principalmente quando falamos em tráfego orgânico. Por isso, marcas de todos os portes adotam gradativamente a prática da produção de conteúdo em vídeo para divulgação de produtos.

No comments
Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.