Construtechs: novas tecnologias da construção civil

o que são as construtechs construção civil

Por incrível que pareça, o setor da construção civil é dos mercados que menos investem em inovações tecnológicas. No entanto, para tentar reverter esse cenário e torna-lo mais prático e produtivo, as construtechs chegaram de vez no segmento e prometem revolucionar completamente a construção civil.

De acordo com um estudo da Harvard Business Review sobre o artigo “Which Industries Are the Most Digital (and Why)?”, o ramo de construção aparece com um dos mais defazados do sistema.

Para falar a verdade, a construção civil é a segunda área com menor investimento tecnológico. No geral, apenas o segmento de mineração e o imobiliário estão bem posicionados (mas ainda longe de serem os melhores).

Sem dúvidas, essa é uma situação bastante preocupante. É fato que o setor de construção nunca precisou de tecnologias avançadas para funcionar. Na verdade, o mais importante sempre foram máquinas que pudessem ser operadas de maneira efetiva.

No entanto, a maioria dos profissionais que atuam no segmento não possuem a consciência das inúmeras possibilidades que as transformações no meio digital poderiam agregar positivamente ao seu negócio.

O segmento da construção civil movimenta bilhões de dólares em todo mundo. Por este motivo, muitos empreendedores tem focado suas ideias para atender as necessidades de nicho.

Dessa forma, um setor que antes era escasso em tecnologia, hoje vem recebendo um grande investimento a partir de startups decididas a explorar o mercado da construção: as Construtechs.

O que são construtechs, as empresas que estão revolucionando o mercado de construção civil?

Devido ao rápido crescimento do movimento de empreendedorismo digital que também conhecemos como Startups foi necessário categorizar em áreas os empreendimentos que vem sendo lançados. Não podemos comparar uma startups de atua na área de saúde com uma da área de construção civil. Elas podem até possui características gerais semelhantes como crescimento em escala, replicabilidade e fator de inovação mas elas não competem diretamente.

Leia mais: Startups: O que torna essas novas empresas tão especiais?

Já é possível notar a crescente participação das Construtechs no mercado. Essas startups estão ligadas a engenharias e arquiteturas, e trazem soluções tecnológicas para um dos segmentos mais carentes em inovação.

De forma simples, podemos definir as Construtechs como startups que oferece serviços e tecnologias para a cadeia produtiva da construção civil. Assim, elas buscam sanar problemas e dores das empresas, apostando no uso da tecnologia.

Portanto, além de facilitar a rotina dos profissionais que trabalham no segmento, tornam todo o processo muito mais produtivo.

Não faltam oportunidades e tecnologias

Para você ter ideia, está cada vez mais comum o uso de drones e planejamentos 3D no gerenciamento de obras. A partir dessas ferramentas, o mapeamento do terreno se torna muito mais preciso. Além disso, a tecnologia possibilita até mesmo a construção de maquetes interativas e modelos 3D imersivos.

Você deve ter percebido que não existem limites na tecnologia para essas Fintechs do mercado de construção, e isso é algo bastante positivo. A partir do desenvolvimento de novas Construtechs, a tendência é que a resolução de problemas esteja cada vez mais acessível.

No entanto, não pense que qualquer empresa da área de construções que faz o uso de tecnologias é uma construtech. Para diferenciá-las, muitas pessoas gostam do termo “transformação digital” como elemento para definir as startups do setor.

Dessa forma, o termo “Contrutech” está muito mais ligado à organizações que resolvam problemas reais no setor de construção, fazendo o uso de um modelo negócio escalável. Como consequência, elas conseguem atingir diretamente o mercado consumidor.

Assim, nem toda empresa do ramo da construção civil que comercializa software ou hardware é uma construtech, pois podem não aplicar a tecnologia em favor do negócio do cliente.

Leia também: Revolução 4.0: como será a tecnologia no futuro?

Como as construtechs estão ajudando a área da engenharia e construção?

Pequenas, médias e grandes empresas. A área da construção costuma ter um mercado bastante ativo no Brasil, existindo centenas de construtoras e empresas de engenharia espalhadas pelo país.

No entanto, apesar do mercado aquecido que a construção possui no país, a produtividade do setor ainda se encontra muito baixa. Além disso, possui uma enorme taxa de desperdícios e empresas cada vez menos lucrativas.

Muitos desses pontos negativos se devem ao fato de o setor ainda ser bastante tradicional, com um dos piores índices de produtividade em tecnologia. Porém, as Construtechs prometem mudar essa realidade. Portanto, o mercado da engenharia e construção será fortemente impactado nos próximos anos, como:

  • Empresas cada vez mais eficientes: Com a chegada das Construtechs, as empresas do setor de construção e engenharia agora possuem uma forma de aumentar drasticamente o nível de eficiência de seus negócios. Ao adotar a tecnologia buscando a transformação do segmento, as empresas poderão obter menores custos, aumento da receita (derivado da lucratividade dos serviços) e uma experiência muito mais benéfica aos clientes. Portanto, problemas como a falta de produtividade dos negócios e o gasto excessivo podem ser facilmente contornados com as novas tecnologias.
  • Surgimento de novos modelos de negócio: Da mesma forma que a tecnologia foi capaz de recriar a indústria cinematográfica, o setor financeiro e a indústria hoteleira, o segmento de construção promete sofrer grandes impactos com a chegada das Construtechs. No entanto, é obvio que algumas empresas irão olhar esses novos modelos de negócio na área da construção com estranhamento, mas aqueles que se adaptarem primeiro tentem a se sobressair perante a concorrência. Portanto, se você faz parte do mercado da construção e está procurando novas formas de otimizar o setor, as Construtechs podem ser exatamente o que você procura.

Principais áreas de atuação das construtechs

A priori, fica claro que o tradicionalismo pode prejudicar muito o crescimento das Construtechs. Como gosto de falar, não é possível pensar no futuro estando acorrentado o passado. No entanto, essas startups se encontram presentes em diversas áreas da construção, sendo algumas delas:

  • Contratação de mão de obra;
  • Smart buildings;
  • Compartilhamento de espaços;
  • Gestão de estoques e materiais;
  • Segurança no trabalho;
  • Maquetes imersivas e modelamento 3D imersivo;
  • Prospecção de lotes e terrenos para construção;
  • Decoração de interiores;
  • Gestão em canteiros de obra;
  • Orçamento e controle de gastos;
  • Gerenciamento de resíduos e descarte;
  • Obtenção de equipamentos.

Já são mais de 400 Construtechs no Brasil, número que vem se tornando cada vez maior. Esse progresso não é à toa, pois, como mostramos acima, essas novas startups prometem desde comunicação mais rápida até e gerenciamento efetivo de resíduos de obras.

Como sempre costumo dizer, as possibilidades de inovação para aquelas pessoas que estão dispostas a desenvolver soluções são infinitas. Portanto, seja na área da engenharia, da construção civil ou qualquer outra, a atuação de startups pode definir uma linha bem precisa entre os dominantes e os dominados no mercado.

Construtechs Paraibanas

Pelo fato de o setor da construção civil movimentar bilhões de dólares em todo o mundo, muitos empreendedores têm focados suas ideias e esforços para atender as necessidades no nicho.

Na Paraíba temos alguns projetos que já atuam nacionalmente e competem de igual por igual. Segue a lista de algumas Construtechs Paraibanas:

Oferecer.com.br

A Oferecer é uma plataforma que atua na negociação de compras para a área da construção civil. Portanto, o principal objetivo da empresa é reduzir o tempo gasto nas negociações de compras dos materiais de construção.

Através da plataforma, você consegue criar cotações e enviar para todas as suas fornecedoras de materiais. Em seguida, elas possuem a opção de participar ou não da cotação, inserindo preços, formas de pagamento e até mesmo prazo de entrega.

Não apenas isso, mas a Oferecer ainda disponibiliza meios para que você consiga negociar instantaneamente, através de um chat. Portanto, após concluir a comprar, o pagamento é feito diretamente à vencedora das negociações, respeitando todas as condições que foram acertadas anteriormente.

Ao final do processo, a Oferecer lhe devolve 30% sobre a comissão da venda e não cobra nenhuma taxa de adesão ou mensalidade.

Confira o site da empresa nesse link.

HUB 360

A proposta da HUB 360 é oferecer aos clientes um ambiente com espaço para coworking, salas para cursos e até mesmo maker space para elaboração de projetos. Portanto, o local conta com uma estrutura completamente voltada para o crescimento da sua empresa.

A HUB 360 permite que os clientes exerçam suas atividades por meio de uma metodologia sustentável, permitindo que as empresas realizem suas atividades através da terceirização de serviços administrativos e alocação de endereço fiscal.

Portanto, não é preciso nenhum investimento em imóveis e escritórios, além de alocar o cliente em ótimos espaços.

Além disso, a empresa possui parcerias com as maiores empresas de tecnologia e engenhara do mundo, como Atudesk, Adobe, Microsoft e Toon Boom, possibilitando a otimização de projetos de Arquitetura e Engenharia.

Confira o site da empresa nesse link.

InQuality System

A inQuality System é um software desenvolvido para deixar o preenchimento de fichas de inspeções de obras cada vez mais eficazes. Dessa forma, a plataforma web de Gestão de Obras gera indicadores que auxiliam o construtor na tomada de decisões, eliminando o retrabalho e o desperdício durante a construção.

Portanto, de forma simples, o serviço da inQuality System é otimizar os processos de certificações em qualidade das obras.

Confira o site da empresa nesse link.

Build Invest

A Build Invest é uma empresa de investimento imobiliário online que realiza a intermediação financeira entre investidores e incorporadoras.

Portanto, a Build Invest tem o objetivo de realizar a conexão entre incorporadores e investidores através da modalidade Crowdfunding, onde a partir de R$ 1.000 é possível investir em imóveis com Rentabilidade média de 18% ao ano.

Confira o site da empresa nesse link.

Busca de parceiros estratégicos

Inúmeras instituições podem ajudar na ampliação de requisitos básicos como a produtividade. O que se percebe, em algumas áreas, é que o fator gestão é muito mais falho do que o conhecimento técnico da Construção Civil ou Arquitetura.

Segundo levantamento do Sebrae Nacional, um mapeamento aponta áreas onde podem acontecer melhorias na produtividade. Veja o quadro abaixo:

Mapeamento de tecnologias que podem contribuir com as Construtechs

Fonte: Sebrae Nacional – Use a tecnologia para aumentar a produtividade na construção civil

O que percebemos no quadro acima é que as tecnologias em si não podem ajudar diretamente em aspectos de Gestão do negócio. É importante que os empreendedores que estejam neste setor percebam a importância deste fato.

Tecnologias realmente podem contribuir, e muito, na melhoria da performance mas é necessário também que ocorra uma mudança no mindset (mentalidade) dos envolvidos no setor.

Instituições como Federação das Indústrias, SENAI, Sebrae, Sindicatos relacionados aos trabalhadores e aos empresários da Construção Civil como também os Conselhos regulatórios como CREA, CAU com toda certeza terão dados e orientações que podem contribuir com os empreendedores.

Outra vertente que tem crescido muito são dos cursos em formato EAD. Estes materiais são muito dinâmicos e fogem, muitas vezes, do tradicionalismo de cursos de graduação, por exemplo.

Conclusão

O segmento de construção civil é um dos que mais movimentam dinheiro pelo mundo, sendo responsável por 13% do PIB global. No entanto, ele não é nada eficaz, afinal, a ausência de tecnologias digitais ainda é presente em grande maioria dos serviços da área.

Para contornar a situação e auxiliar no desenvolvimento da área e na solução de problemas, surgem as Construtechs. Portanto, como mostramos ao decorrer do artigo, essas startups prometem deixar o mercado cada vez mais prático, adicionando eficiência e produtividade ao segmento.

Portanto, como o mercado ainda está em formação, as possibilidades para o crescimento e inovação dessas novas empresas que estão dispostas a desenvolver soluções para a construção civil são incontáveis.

Assim, acredito que as Construtechs serão elementos fundamentais para a transformação digital desse setor tão carente de tecnologia. Porém, não adianta nada ficarmos aqui definindo conselhos e falando sobre o assunto, o importante é colocar esse conhecimento em prática e buscar o resultado.

Espero que tenhas gostado do artigo e que possamos estar juntos na construção de um ambiente de conteúdo de qualidade. Queremos muito sua opinião, sugestões, críticas para que possamos melhorar ainda mais nossa entrega.

Aproveite um tempinho vago e visite minhas redes sociais. Estamos com muitos conteúdos no Youtube, LinkedIN, Facebook e Instagram. Siga e compartilhe estes conteúdos. Com certeza nos ajudará muito a fazer que nosso trabalho chegue o mais longe possível!

Um forte abraço e #VamosEmFrente

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.